As Horas Nuas

As Horas Nuas Depois de anos um novo romance de Lygia Fagundes Telles Uma escritora que como afirma Wilson Martins soube ultrapassar c rculo de giz autobiogr fico em que giram desesperadamente tantos contista

  • Title: As Horas Nuas
  • Author: Lygia Fagundes Telles
  • ISBN: 9788520901380
  • Page: 196
  • Format: Paperback
  • Depois de 15 anos, um novo romance de Lygia Fagundes Telles Uma escritora que, como afirma Wilson Martins, soube ultrapassar c rculo de giz autobiogr fico em que giram desesperadamente tantos contistas modernos Ela possui, pois a primeira qualidade do ficcionista, a de saber colocar se na pele dos outros Essa mais uma ambiguidade que ela assume com a mesma autoridadeDepois de 15 anos, um novo romance de Lygia Fagundes Telles Uma escritora que, como afirma Wilson Martins, soube ultrapassar c rculo de giz autobiogr fico em que giram desesperadamente tantos contistas modernos Ela possui, pois a primeira qualidade do ficcionista, a de saber colocar se na pele dos outros Essa mais uma ambiguidade que ela assume com a mesma autoridade de Machado de Assis ou Joaquim Pa o d arcos Uma atriz decadente e um gato s o os personagens centrais deste romance Gatos e atrizes t m a particularidade em comum de viver v rias vidas, representar muitos pap is Sua rela o transparente Rahul um gato que sonha com o homem, como o homem sonha com Deus Abandonada, s e infeliz, Rosa Ambr sio rumina a mem ria da dor, levanta a poeira das lembran as Onde est o tempo est o drama ao mobilizar suas paix es presentes e passadas, Rosa est destinada a romper o laberinto que a aprisiona e renascer.

    • [PDF] Download ✓ As Horas Nuas | by ¹ Lygia Fagundes Telles
      196 Lygia Fagundes Telles
    • thumbnail Title: [PDF] Download ✓ As Horas Nuas | by ¹ Lygia Fagundes Telles
      Posted by:Lygia Fagundes Telles
      Published :2020-01-21T22:35:27+00:00

    About "Lygia Fagundes Telles"

    1. Lygia Fagundes Telles

      Lygia Fagundes Telles born April 19, 1923 is a Brazilian novelist and short story writer She was born in S o Paulo and is one of Brazil s most important living writers.Her first book of short stories, Praia Viva Living Beach , was published in 1944 In 1949 got the Afonso Arinos award for her short stories book O Cacto Vermelho Red Cactus Among her most successful books are Ciranda de Pedra The Marble Dance 1954 , Ver o no Aqu rio 1963 , Antes do Baile Verde 1970 , Semin rio dos Ratos 1977 and As Horas Nuas, 1989 The book Antes do Baile Verde won the Best Foreign Women Writers Grand Prix in Cannes France in 1969.Her most famous novel is As Meninas The Girl in the Photograph , which tells the story of three young women in the early 1970s, a hard time in the political history of Brazil due to the repression by the military dictatorship In 2005 she won the Cam es Prize, the greatest literary award in the Portuguese language 1 She is one of the three female members of the Brazilian Academy of Letters.From

    790 thoughts on “As Horas Nuas”

    1. Rosa Ambrosio é uma atriz decadente que vive angustiada e bêbada por não aceitar a velhice. Rahul é sua principal companhia, um gato com espírito de poeta e filósofo e uma espécie de super ego da protagonista. O estilo da autora não é muito fácil, exige leitura atenciosa e interpretativa por ser um tanto simbólico.


    2. Este foi apenas o segundo livro de Lygia Fagundes Telles que li. O primeiro foi As Meninas, que é um dos meus livros favoritos. Está nos meus planos incluir mais títulos dela na minha prateleira de livros lidos. Adoro o estilo. Não sei se foi apenas uma característica destes dois livros ou se é sua assinatura, mas me agrada muito como ela se veste de cada personagem para narrar a história a partir de diferentes pontos de vista.Acho que nos falta hoje sermos capazes de analisar fatos e sit [...]


    3. Rosa amava Miguel e o perdeu. Ela o viu morrer nos bracos de sua mãe. Rosa conheceu Greogorio no dia em que perdeu Miguel. Na ausencia de Gregorio, Rosa conheceu Diogo que lembrava Miguel. Rosa perdeu Gregorio que suicidou. Rosa perdeu Diogo, que lembrava Miguel, pois esse não mais voltou. Gregorio, Diogo e Miguel foram parte de vida de Rosa. Todos partiram. Todos levaram um pouco de quem era ela. Um livro tenso de trocas desavisadas de narradores inconstantes; um afogamento de memorias, supos [...]


    4. "A vaidade. A soberba. Só vaidade, montei no meu carro de nuvens e desfechei meus raios. Rua, eu disse. Ele foi. Fiquei sozinha com minha agregada negra. Com meu gato. Tenho minha filha mas é como se não tivesse, parece aquela poesia que o papai gostava de ler, nunca está onde nós a pomos e nunca a pomos onde nós estamos. No caso, era a felicidade. E esse pai, por onde anda? Se é que ele ainda anda. Paradeiro desconhecido. Só se fala na decadência dos usos, decadência dos costumes, est [...]



    Leave a Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *